Gás de cozinha tem nova alta

IBGE inicia censo agropecuário
10/10/2017
Cooperativa de crédito é assaltada no centro de Cambé
10/10/2017

Com o reajuste de 12,9% anunciado nesta terça-feira, o preço do gás de cozinha (GLP) para uso residencial nas refinarias soma alta de 51,5% em 2017, segundo dados da Petrobras. A empresa aumentará o valor cobrado dos distribuidores a partir de quarta-feira. Este é o segundo aumento do tipo em menos de um mês. No ano, foram seis reajustes, sendo que cinco deles foram de alta.

O preço do GLP é um dos fatores que determinam o preço final do botijão de gás comprado pelo consumidor – além de impostos e margem de lucro, por exemplo. A Petrobras estima que, se o reajuste for repassado integralmente pelos distribuidores, ele representará um adicional de 3,09 reais (cerca de 5,1% do preço final).

Segundo a estatal, o aumento anunciado nesta terça ocorre em razão das variações do produto no mercado internacional. A última alta nas refinarias, que entrou em vigor em 26 de Setembro, foi de 6,9%. A empresa revisou sua política de reajustes para o GLP em junho, e, desde então, houve aumento de 38%.

Em Apucarana, segundo as revendedoras o preço do botijão para entrega em domicílio pode chegar a R$ 80, um aumento de R$ 10 ao valor praticado atualmente (R$ 70).

Quem optar por buscar o botijão na revenda vai pagar R$ 75 – atualmente o preço cobrado nesses casos é R$ 65.

Em Arapongas, o botijão também deve chegar a R$ 80. Já em Ivaiporã, o valor pode atingir R$ 90.

Fonte: veja.abril.com.br

Like
Curtir Amei Haha Uau Triste Grr