30º Batalhão destrói armas de fogo oriundas de processos judiciais

Câmara realiza última sessão ordinária de 2017
19 de dezembro de 2017
Ciclista que foi atropelado permanece no hospital em estado grave
19 de dezembro de 2017
30º Batalhão destrói armas de fogo oriundas de processos judiciais

No período de 13 a 19 de dezembro, foi realizado pelo 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado o recebimento, a pré-destruição e a destruição de armas de fogo oriundas de processos judiciais das Comarcas de Apucarana e cidades da região, em atenção ao Acordo de Cooperação Técnica assinado em 21 de novembro do corrente, entre o Comando do Exército e o Supremo Tribunal Federal.

A atividade garante o cumprimento da Lei nº 10826, de 22 Dez 2003 – dispõe sobre o Sistema Nacional de Armas (SINARM) e o Decreto nº 5123, de 1º Jul 2004, que a regulamenta, além do Estatuto do Desarmamento, retirando de circulação armas de fogo apreendidas, após a elaboração de laudo pericial e sua juntada aos autos, quando não mais interessam à persecução penal, contribuindo assim, para a segurança da população.

Todo o armamento foi recebido por uma comissão de militares no 30° BI Mec e após conferido, realizada a pré-destruição, para posteriormente, ser encaminhado para destruição na empresa Fersul Manufaturados de Ferro Ltda, no município de Pato Branco/PR. Na oportunidade foram destruídas 281 (duzentos e oitenta e uma) armas de diversos calibres.

Comments are closed.