Apucarana revoga obrigatoriedade de máscara em ambientes fechados

Governo autoriza curso Técnico em Vestuário no Colégio Cerávolo
30 de março de 2022
Vereadores aprovam projeto que proíbe festas clandestinas em Apucarana
30 de março de 2022
Apucarana revoga obrigatoriedade de máscara em ambientes fechados

A Prefeitura de Apucarana atualizou nesta terça-feira (29/03) a legislação municipal sobre as medidas preventivas contra o novo coronavírus (Covid-19). Através do Decreto Municipal nº 187/2022, o prefeito Júnior da Femac recepcionou o também decreto do Governo do Paraná, sob número 10.596, revogando a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção facial em ambientes fechados no município.

A determinação, segundo pondera texto da nova legislação, poderá ser revista a qualquer momento, com base na situação epidemiológica do Município em relação à confirmação de novos casos da doença, que ao longo da pandemia teve – localmente – mais de 33,5 mil casos confirmados e 547 óbitos.

O prefeito Júnior da Femac frisa que a decisão tomada pelo Governador Ratinho Júnior e recepcionada por Apucarana leva em consideração a situação estável da circulação do vírus que provoca a Covid-19 no Estado, com internamentos, óbitos e taxa de transmissão em queda consistente há algumas semanas.

“Um dia histórico para todos nós. Após dois anos do início da obrigatoriedade, podemos novamente mostrar o nosso sorriso em todos os ambientes, seja ele aberto ou fechado. Voltar a ter a sensação de plena liberdade. As máscaras salvaram muitas vidas, foram muito importantes, mas graças à luta de todos os profissionais da saúde, dos investimentos públicos, da eficácia da vacina, podemos hoje tomar essa importante decisão, que é revogar a obrigatoriedade deste item de proteção, que foi tão valioso”, reforçou o prefeito de Apucarana, que fez o anuncio oficial durante “live” na rede social da prefeitura.

NÚMEROS – No Paraná, quase 80% da população está com a cobertura vacinal completa e mais de 4 milhões de pessoas receberam a dose de reforço. Também houve redução no número de mortes e de casos mais graves da doença. A média móvel de casos caiu 54% em relação há duas semanas e a média de mortes diminuiu 75% no mesmo período. A ocupação nas UTIs está em 33% e a taxa de transmissão é de 0,92, abaixo de 1, com tendência de queda.

Comments are closed.