“Brasil Mais” garante incremento de até 65% na produtividade

Altobeli Santos da Silva confirma presença na 59ª Prova 28 de Janeiro
18 de abril de 2022
Polo da UAB oferta 43 vagas para portadores de diploma de ensino superior
18 de abril de 2022
“Brasil Mais” garante incremento de até 65% na produtividade

Aberto a novas adesões, o Programa Portas Abertas/Brasil Mais já chegou a 82 indústrias de Apucarana, garantindo crescimento médio da produtividade em até 65,34% e redução de desperdícios global na ordem de R$2,5 milhões. Os resultados locais da iniciativa, que capacita empresários, executivos, gerentes e colaboradores na chamada manufatura enxuta (mentoria lean), foram apresentados ao prefeito Júnior da Femac nesta segunda-feira (18/04), em reunião no gabinete municipal, pelo coordenador estadual do Senai para o Programa Brasil Mais, João Bosco Faiad Militão.

Ao celebrar o balanço positivo, o prefeito lembrou que o programa é uma realização do Governo Federal, em conjunto com a Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), e do Senai Paraná, sendo desenvolvido em Apucarana em parceria com a prefeitura, através da Secretaria da Indústria, Comércio e Emprego, que adquiriu cotas da mentoria e, desde o ano passado, vem repassando de forma gratuita a todas as empresas filiadas a sindicatos ligados ao Sistema Fiep. “Sempre digo que o poder público tem o dever de não atrapalhar e, sempre que possível, ajudar ao máximo quem quer empreender. E é isso que temos feitos através do “Brasil Mais”, somando forças, envolvendo os sindicatos, abrindo as portas para quem quer melhorar a gestão empresarial, inovar processos e reduzir desperdícios”, assinalou o prefeito.

A capacitação é ministrada em ciclos e tem duração de dois meses e meio. “Quem já está dentro, provou e aprovou a mentoria. Os avanços são fantásticos, os números estão aí para todos constatarem, e o mais importante é que o “Brasil Mais” segue aberto a todos. As inscrições continuam abertas”, informou o prefeito Júnior da Femac.

Ao finalizar a prestação de contas da parceria, o coordenador Estadual do Brasil Mais, João Bosco, enalteceu a atuação da prefeitura. “Apucarana está referenciada como a maior em participações dentro do Paraná. Ao todo foram adquiridas pela prefeitura 250 cotas. Das 82 indústrias já abordadas, 44 concluíram todos os ciclos da capacitação, parte está em fase de conclusão e outras aguardando início da mentoria”, detalhou o coordenador, parabenizando ao prefeito Júnior da Femac por investir na iniciativa.

Além dos ganhos em produtividade com redução de desperdícios, Bosco destacou que a mentoria possibilita a introdução de ganhos permanentes. “Assim como a prefeitura, nós do Senai também estamos muito satisfeitos com os resultados das empresas de Apucarana, sobretudo com a observação de que os que já concluíram assimilaram a necessidade da mudança de cultura organizacional, que é preciso buscar inovação, entre outras ações que vão garantir competitividade e outros resultados práticos positivos”, pontuou.

A maioria das adesões ao “Brasil Mais” em Apucarana é de empresas filiadas ao Sivale – Sindicato das Indústrias do Vestuário de Apucarana e Vale do Ivaí. “A minha empresa também participou e os ganhos realmente são muito bons. Muitas vezes a gente se acostuma a produzir, vender e acaba se acomodando, não percebendo gargalos que precisam ser resolvidos, e o Brasil Mais nos traz ferramentas que nos abrem os olhos”, disse a empresária e presidente do Sivale, Bete Ardigo.

A reunião de apresentação dos resultados já obtidos com o Programa Brasil Mais em Apucarana contou também com a participação do gerente regional do Senai Paraná, Rafael Gonçalves, e da analista comercial do Senai Apucarana, Daniele Cristina Araújo. “A proposta inicial do programa garante pelo menos 20% de incremento da produtividade mas, como visto e constatado por quem já participou, em Apucarana esse ganho médio foi triplicado. Todas as empresas registraram ganhos excelentes, em média de 65,34%”, reforçou Daniele. Segundo ela, a mentoria é indicada a todos os portes de empresa. “A partir de dois colaboradores já é possível desenvolvermos o “Brasil Mais”, convidou.

Além de estratégias de busca de novas adesões ao programa, durante a reunião foi discutido planejamento de desenvolvimento de uma nova etapa local, que deve ter lançamento em maio deste ano, atendendo a demandas de empresas que já concluíram a capacitação. “Esta etapa, de sustentação e expansão dos resultados, envolvera uma mentoria de quatro meses voltada para “Organização e Métodos”, explicou João Bosco, coordenador Estadual do Senai para o Programa Brasil Mais.

Como é e inscrições – Ministrada em módulos que mesclam teoria, repassada de forma online, e consultoria presencial, o Programa Portas Abertas/Brasil Mais acontece por 12 semanas, totalizando 64 horas de mentoria, sendo ofertado gratuitamente a filiados ao Sistema Fiep. Os interessados podem realizar uma pré-inscrição junto ao portal da Prefeitura de Apucarana na internet (www.apucarana.pr.gov.br). “Na página principal do site, logo abaixo do balcão de atendimento virtual (O que você procura?), tem um carrossel de banners onde está também o do “Brasil Mais”. Ao clicar no anúncio, o empresário é direcionado para um “hotsite” onde encontra todas as informações necessárias e área de cadastramento visando adesão ao programa”, orienta Miguel Luiz Vilas Boas, diretor do Centro de Qualificação Total e um dos coordenadores municipais envolvidos na aplicação do “Brasil Mais”.

Comments are closed.