Câmara estuda cobrança de imposto da Rumo/ALL

Fruticultura é aposta para elevar valor bruto da produção
7 de novembro de 2017
Alunos da rede municipal realizam apresentação musical
8 de novembro de 2017
Câmara estuda cobrança de imposto da Rumo/ALL

Foi votado e aprovado em discussão única o Requerimento nº 81/2017 de autoria do vereador Lucas Leugi, que pede informações ao diretor da Rumo/ALL Logística sobre a recuperação da calçada destruída pelos maquinários da empresa, localizada no final da Rua Osvaldo cruz, no acesso para a Vila Apucaraninha.

Segundo o vereador, aquela escadaria é muito utilizada por moradores daquele bairro e também da Vila Regina para deslocamento ao centro da cidade e vice-versa. Em outras sessões, Lucas Leugi já havia reclamado que a Rumo/ALL usa Apucarana do jeito que quer para transporte ferroviário, porém não dá retorno algum para o Município.Além disso, não faz a manutenção dos trilhos e a roçagem de mato ao longo da linha férrea, causando insegurança à população.

Durante a discussão do requerimento colocado em votação pelo presidente do legislativo, vereador Mauro Bertoli, o vereador Luciano Molina,sugeriu a elaboração de um projeto de lei ou outra medida legal para que se cobre algum imposto da empresa concessionária de ferrovias Rumo/ALL Logística pelo uso do solo de Apucarana. Nos próximos dias eles deverão se reunir com a assessoria jurídica do Legislativo para estudar um projeto de lei que seja constitucional.

Luciano Molina lembrou que concessionárias de rodovias, como a Rodonorte e a Viapar, pagam Imposto Sobre Serviço (ISS) aos municípios cortados pelas rodovias de sua exploração. “Se a Rodonorte e a Viapar pagam tributo, a Rumo também tem que pagar”, alega Molina. A cobrança de algum tributo deverá ser discutida em conjunto com o Poder Executivo. A expectativa é a de que a medida possa ser adotada também por outros municípios cortados por ferrovia.

Comments are closed.