Paraná é o segundo estado que mais sofre com roubo ou furto de cabos

Apucarana vai levar iluminação de LED para 25 bairros da cidade; veja a lista
6 de abril de 2022
Setor supermercadista “aquece” mercado de trabalho no Paraná
6 de abril de 2022
Paraná é o segundo estado que mais sofre com roubo ou furto de cabos

Furto de cabos de telecomunicações e de energia gera prejuízos em Apucarana

A quantidade de cabos roubados ou furtados no País seria suficiente para cobrir a distância entre o extremo norte do país, o Monte Caburaí, em Roraima, e o sul, no Arroio do Chuí, no Rio Grande do Sul. Mais de 4 milhões de metros de cabos de telecomunicações foram levados por criminosos em 2021 no País. São pedaços de redes de serviços diversos, como telefonia fixa e celular, TV a cabo e de tráfego de dados na internet. O levantamento não leva em conta fios de energia elétrica.

As ações criminosas deixaram mais de 6 milhões de clientes sem acesso a serviços de comunicação no ano passado e, com isso, privados de contato com serviços essenciais como polícia, bombeiros e emergência médica.

O total subtraído em 2021, 4,12 milhões, teve queda de 11% em relação a 2020, quando foram roubados e furtados 4,6 milhões de metros de ligações.

No entanto, foi o terceiro ano consecutivo em que o roubo desses cabos superou os 4 milhões. O estado de São Paulo registrou o maior número, com mais de 1 milhão de metros.

São Paulo segue sendo o estado que mais sofre com o roubo e furto de cabos de telecomunicações. Durante o ano passado foram furtados 1,081milhão de metros. Em segundo lugar ficou o estado do Paraná, com 608,5 mil metros de cabos furtados ou roubados, seguido pelo Rio de Janeiro, com 504,1 mil metros. No Rio Grande do Sul, estado que ocupou a quarta posição, a quantidade de cabos furtados aumentou 75% em 2021 na comparação com 2020, passando de 187.676 metros para 328.959 metros.

Apucarana vem enfrentando uma onda de furtos de cabos de telecomunicações e também de energia desde o ano passado.  Os crimes chegaram a prejudicar o abastecimento de água na cidade. Houve também registros de escolas e creches afetadas pela ação dos bandidos. A Polícia Militar (PM) chegou a realizar uma operação especial para conter esse delito. A Câmara também aprovou um projeto para tentar aumentar a punição dos ladrões desse tipo de material.

Comments are closed.