Goleadas por 95 a 0 e 91 a 1 são investigadas na segunda divisão de Serra Leoa

Casagrande anuncia saída da TV Globo
6 de julho de 2022
Após morte de petista no Paraná, presidenciáveis manifestam preocupação com violência na campanha
11 de julho de 2022
Goleadas por 95 a 0 e 91 a 1 são investigadas na segunda divisão de Serra Leoa

Apenas uma goleada maior foi registrada na história do futebol, além dos dois placares deste fim de semana. Em 2002, em Madagascar, o AS Adema venceu o Olympique l'Emyrne por 149 a 0

A Federação de Serra Leoa (SLFA) comunicou que está investigando dois jogos da segunda divisão do país com a suspeita de manipulação de resultados.  Em apenas duas partidas no último final de semana, 187 gols foram marcados: 95 a 0 do Kahula Rangers sobre o Lumbenbu United e 91 a 1 do Gulf FC diante do Koquima Lebanon.

Segundo a nota divulgada pela entidade, as partidas foram realizadas pela “Super 10 Eastern Regional”, que será investigada junto com os árbitros envolvidos nos dois jogos, todos os jogadores e as respectivas comissões técnicas.

A SLFA reforçou sua tolerância zero diante manipulação de partidas ou resultados. “A SLFA gostaria de informar o público geral que abriu uma investigação oficial sobre o resultado das referidas partidas. Em conformidade com as regras da Fifa e da CAF contra manipulação de partidas ou qualquer coisa do tipo, a SLFA reforça sua tolerância zero diante do tema. O público em geral está, portanto, assegurado de que o referido assunto será completamente investigado e qualquer pessoa considerada culpada enfrentará toda a força da lei”, afirma a entidade.

As equipes que venceram seus jogos brigavam pelo acesso e estavam com o mesmo número de pontos chegando para a rodada. Para garantir a classificação para a próxima fase da competição, precisavam se superar no saldo de gols.

Apenas uma goleada maior foi registrada na história do futebol, além dos dois placares deste fim de semana. Em 2002, em Madagascar, o AS Adema venceu o Olympique l’Emyrne por 149 a 0. Na ocasião, o placar foi possível por conta de um protesto do técnico da equipe perdedora, que mandou seus jogadores marcarem gols contra em seguida, devido a sua revolta com a arbitragem.

Comments are closed.