Londrina é campeã do basquetebol masculino

Educação apucaranense recebe a Medalha Paulo Freire
24 de novembro de 2017
Tentativa de Homicídio em Apucarana
4 de dezembro de 2017
Londrina é campeã do basquetebol masculino

JAPS Divisão A - Basquetebol Masculino - Finais

Talvez o jogo mais esperado da modalidade não poderia ser em outro momento a não ser na grande final. De um lado, a equipe de Ponta Grossa, atual campeã paranaense após ganhar de Londrina e o time a ser batido.

Do outro lado, os londrinenses querendo uma revanche para levantar o troféu de campeões na última competição da temporada.

O palco deste espetáculo foi o Complexo Esportivo Lagoão, que recebeu um bom público para prestigiar a disputa do título do basquetebol masculino da 60ª edição dos Jogos Abertos do Paraná.

O primeiro quarto já mostrava o que o público poderia esperar desta decisão, já que o placar terminou 21 a 20 para os londrinenses, que conseguiram manter uma consistência tanto na defesa quanto no ataque para terminar a primeira etapa (segundo quarto) do jogo com sete pontos na frente dos pontagrossenses, 37 a 30.

O terceiro quarto, novamente com um absurdo equilíbrio entre ambas as equipes, deixou claro que a partida só seria definida nos instantes finais, foi quando nos últimos 10 minutos de jogo, a equipe de Londrina encontrou um último gás para acelerar as jogadas de contra-ataques e ser mais eficiente nos arremessos. Essa atitude da equipe fez com que abrissem uma larga vantagem para terminar a partida com 20 pontos de diferença. 84 a 64 para os londrinenses, que soltaram o grito de campeões do basquete nos JAPS.

Na primeira partida de Londrina na competição, o técnico Bruno Lopes, comentou que a equipe estava em um processo ainda de evolução e que o objetivo era, primeiramente, chegar entre os três melhores colocados.

A equipe foi além disso, e o professor destaca a importância do trabalho de muita dedicação coletiva para chegar no resultado satisfatório. “Além de os meninos estarem evoluindo, estavam engasgadas as duas derrotas pra eles, tanto na final da Taça Paraná, por quatro pontos, quanto na final do estadual por dois pontos em uma partida e quatro na outra. Então, juntou a evolução deles com a atitude de querer ganhar um título em cima de Ponta Grossa. A gente sabe que o projeto de Ponta Grossa tem mais tempo, cinco ou seis anos, e o nosso é o segundo ano”, aponta o professor.

O bronze da competição ficou com a equipe de Maringá, após vencer os donos da casa, por 71 a 43.

Apucarana ficou com a quarta colocação.

Comments are closed.