Mais de 70 cães e gatos são resgatados das ruas todos os meses em Apucarana

Alunos da rede municipal recebem aparelhos ortodônticos em Apucarana
27 de julho de 2022
UBS do Jaboti tem cabos de energia furtados pela terceira vez em 90 dias
15 de agosto de 2022
Mais de 70 cães e gatos são resgatados das ruas todos os meses em Apucarana

Em média, 51 denúncias mensais (quase duas por dia) são registradas de maus tratos no Cemsa / Foto: Divulgação

Entre abril de 2021 e julho de 2022, o Centro Municipal de Saúde Animal realizou 1.156 resgates de animais (cães e gatos) das ruas de Apucarana. Em média, 51 denúncias mensais (quase duas por dia) são registradas de maus tratos no local. O balanço foi apresentado nesta terça-feira (26) após 15 meses de atuação do Cemsa, criado em substituição ao antigo Canil Municipal.

O Centro Municipal de Saúde Animal tem um veículo van e um funcionário que ficam à disposição para fazer o resgate de animais nas ruas. “Isso para chamados que envolvem animais errantes e que não possuam tutor. São situações de atropelamento ou animais que estejam muito debilitados, em que é necessário atendimento médico-veterinário com urgência”, observa o afirma o médico-veterinário João Pedro Correa, diretor do Cemsa.

O prefeito Junior da Femac afirma que as mudanças foram feitas – transformação do canil no centro de saúde animal – em consonância com políticas de saúde e proteção animal que são referência no País. “Dentro deste contexto, criamos o Programa Mais Vida Animal. Tudo isso foi normatizado através da Lei 023/2021, aprovado pela Câmara de Vereadores, disciplinando o atendimento e tratamento de animais errantes, incentivando a posse responsável e o controle de natalidade através da esterilização, o recolhimento e registro de animais, o controle de zoonoses e a fiscalização e punição dos maus tratos”, frisa Junior da Femac.

Outros serviços realizados:

RAÇÃO PARA PROTETORES – Em pouco mais de um ano e três meses de funcionamento, o Programa Vida Animal já distribuiu 24 toneladas de ração. “O Município auxilia 32 protetores de animais com o fornecimento mensal de ração. Para ser atendido, o protetor deve cuidar de pelo menos 15 animais, mas temos casos de pessoas que têm até 90 animais”, afirma o médico-veterinário João Pedro Correa, diretor do CEMSA. De acordo com ele, as cotas de ração fornecidas variam de acordo com a quantidade de animais. “As quantidades variam muito, mas quem tem o mínimo que é 15 animais recebe 30 quilos de ração e quem tem 90, que é a maior quantidade que um protetor possui, ganha 135 quilos de ração”, exemplifica Correa.

CLÍNICA ESPECIALIZADA – Algumas pessoas, invés de acionar o serviço de resgate, optam por levar o animal ferido diretamente no CEMSA, localizado na Cristiano Kussmaul, na saída para o Contorno Sul.  Foi o que aconteceu com Wiliam Marques de Oliveira, que encontrou nesta terça-feira (26/07) um cão ferido nas imediações da Avenida Aviação. “Acho que  ele foi atropelado. Eu estava passando por lá naquele momento e socorri o cachorro”, conta Oliveira.

O cão recebeu os primeiros cuidados e, como havia a suspeita de fratura na perna ou quadril, o cachorro foi encaminhado para a clínica veterinária conveniada com o Município. “Será feito um raio-x e verificada a necessidade de uma cirurgia ou outro tipo de procedimento”, afirma o diretor do CEMSA, informando que já foram feitos 510 encaminhamentos deste tipo para a clínica conveniada desde abril do ano passado.

CASTRAÇÕES – No período em que o espaço possuía apenas o conceito de um canil convencional, as castrações aconteciam apenas duas vezes por semana. “Agora, as castrações acontecem de segunda a sexta-feira, no período das 12h30 às 16 horas. O serviço é destinado exclusivamente para pessoas de baixa renda, que devem comprovar essa situação procurando o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo da sua casa”, orienta Thaísa Soethe, médica-veterinária responsável pelo serviço no CEMSA. Com a esterilização feita diariamente, o número de castrações já é de 1.240 desde abril do ano passado.

ESCRITÓRIO DE AGENDAMENTO  – Devido à localização do Centro Municipal de Saúde Animal, que fica na saída para o Contorno Sul, o programa conta com um escritório de agendamento, localizada na área central, na Praça Valmor Santos Giavarina. “Além de orientações, neste espaço é feito o agendamento das castrações. Ao conseguir o comprovante de baixa renda no CRAS, a pessoa deve ir até o escritório para agendar o procedimento”, explica Thaísa, observando que o escritório funciona de segunda a sexta, no período da manhã das 8 às 11 horas e, à tarde, das 13 às 17 horas.

DENÚNCIAS DE MAUS TRATOS –  O programa também disponibiliza um número de WhatsApp (99626-3680) para receber denúncias de maus tratos a animais. “Já recebemos 768 denúncias, sendo que a maior parte delas está relacionada com o abandono de animais. Muitas famílias mudam para outra cidade e deixam o animal na casa. Sendo um animal saudável, é necessário identificar o autor do abandono e registrar um Boletim de Ocorrência, pois isso configura um crime”, explicam os fiscais de maus tratos, Ilton Nogueira e Rodrigo Rocateli, acrescentando que o canal permite que o denunciante envie fotos e vídeos. Além do abandono, há outras diversas situações de maus tratos que também são averiguadas e encaminhadas à Polícia Civil.

ESTRUTURA DO SERVIÇO – Para desenvolver a política de saúde e proteção animal dentro de um novo conceito, foi necessário fazer uma reestruturação da equipe. Atualmente, o programa conta com dois médico-veterinários, dois fiscais de maus tratos, um funcionário para o resgate, quatro tratadores e higienizadores, uma zeladora e um funcionário no escritório de agendamento, além de pessoas que realizam um trabalho voluntário.

ADOÇÃO – O espaço do CEMSA conta com um canil onde permanecem 170 cães. Também existe um “gatio” com cerca de 80 felinos. “Periodicamente, postamos fotos dos animais nas redes sociais e muitas pessoas vêm para fazer a adoção. Nestes casos, a pessoa assina o termo de adoção e posse responsável, onde constam diversos compromissos em relação aos cuidados e à proteção do animal”, frisa do diretor do CEMSA.

Além do número que é específico para denúncias, os serviços do Centro Municipal de Saúde Animal podem ser acionados durante a semana pelo telefone 3901-1051, das 8 às 18 horas. “Também mantemos o atendimento de plantão das 18 às 20 horas e também nos feriados e finais de semana, através do número 99967-0045”, informa o diretor do CMSA.

PROGRAMA + VIDA ANIMAL EM NÚMEROS*

– castrações: 1.232

– resgates: 1.156

– atendimentos em clínica: 510

– adoções: 321

– denúncias atendidas: 768

– ração entregue para protetores: 24 toneladas

* estatística no período de abril de 2021 a julho de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.