Mulher promove festa de “descasamento” após romper relacionamento de 13 anos

Deputado quer isenção na renovação de CNH para pessoas acima de 60 anos
11 de maio de 2022
Obra do viaduto Bratislava, em Cambé, alcança 75% de conclusão
13 de maio de 2022
Mulher promove festa de “descasamento” após romper relacionamento de 13 anos

Foto: Arquivo Pessoal

Uma moradora de Curitiba decidiu fazer uma festa de “descasamento” após terminar um relacionamento de 13 anos. O rompimento com o noivo ocorreu a sete meses da cerimônia e da festa, prevista para 21 de maio.

Kallynca Carvalho tinha assinado contrato com uma empresa de eventos para a ocasião e não queria pagar a multa de rescisão. Por isso, decidiu fazer uma festa de “descasamento” para não ter prejuízos.

A mulher, que é servidor pública na capital, contou que até tentou cancelar o que havia programado, mas o valor cobrado para rescindir os compromissos a fez mudar de ideia. Agora, o plano é transformar a celebração de casamento em uma festa à fantasia com convites à venda.

O preço cobrado será de R$ 200, para ajudar a custear o que já foi comprometido com o evento, segundo contou ao G1.

Kallynca não especificou o prejuízo total, mas disse que a multa seria de 40% sobre o valor todo, além de ter que gastar com “despesas, honorários de profissionais, taxas de administração, lucros cessantes, perdas e danos, custos e gastos já firmados”.

Depois do término, Kallynca começou a cancelar tudo que estava marcado. A surpresa veio quando ela foi informada do valor da multa do local onde a festa seria feita.

Ao saber dos valores, a mãe da jovem sugeriu manter o evento. As duas, então, resolveram fazer uma festa à fantasia.

A festa terá o jantar, bebidas, além de uma refeição da madrugada. Cada convite custa R$ 200.

Até agora, dos 200 convites disponíveis, 50 foram vendidos. Kallynca contou que foi um desafio organizar tudo, uma vez que a produção do evento ficou em cima da hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.