Projeto torna música “Bicho do Paraná” patrimônio artístico do Estado

Preço do leite longa vida chega a quase R$ 7 em Apucarana
2 de julho de 2022
Mesário voluntário tem isenção de taxa de concurso no Paraná
3 de julho de 2022
Projeto torna música “Bicho do Paraná” patrimônio artístico do Estado

Natural de Califórnia, João Lopes morreu em maio de 2020 e está na história do Paraná como autor da música considerada o hino informal do Estado / Foto: Arquivo da Família

A música “Bicho do Paraná”, do músico e compositor João Lopes, está mais próxima de ser reconhecida como parte do patrimônio artístico do Paraná. O motivo é a aprovação do projeto de lei 328/2020, de autoria do deputado Arilson Chiorato (PT) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

A votação aconteceu na última terça-feira (27). “Através de sua música, João Lopes, conseguiu transformar o jeito simples dos paranaenses do interior em motivo de orgulho. A frase ‘eu não sou gato de Ipanema, sou bicho do Paraná’ se transformou no hino informal do estado e marcou gerações, em especial na década de 1980”, comenta.

O deputado Arilson acredita que o projeto seja aprovado pelos colegas. “O refrão dessa música faz parte da memória da maioria dos paranaenses, o que por si só já justifica a inclusão no nosso acervo imaterial. Precisamos lembrar que um povo sem memória é um povo sem história”, afirma.

“Bicho do Paraná, assim como a expressão pé vermelho, faz parte da identidade do paranaense, da simplicidade do interior”, complementa, ao mesmo tempo de recorda que o pedido pelo reconhecimento da canção como patrimônio artístico veio também do meu amigo, professor Paulo Sérgio, de Centenário do Sul, fã incondicional do músico.

“A cultura paranaense é muito rica e plural e precisa ser valorizada. O músico João Lopes nadou contra a correnteza e conseguiu alcançar sucesso na década de 1980. Esse pedido é uma forma também de reconhecer o legado de João Lopes, que tanto contribuiu com a formação e valorização da cultura paranaense”, avalia o deputado Arilson.

João Lopes faleceu em maio de 2020 na capital paranaense aos 69 anos em consequência de um câncer de pulmão. Teve uma carreira musical marcada pela originalidade. Suas canções valorizavam a simplicidade interiorana e a diversidade cultural do Paraná. João Lopes, inclusive, nasceu no interior, em Califórnia, município da região norte do estado.

Ouça a música aqui e relembre a letra

Bicho do Paraná

Seu motorista, toque o carro
Me tire deste lugar
Me leve, ó, bom motorista
Pro outro lado de lá

Não vou cortar o meu cabelo, não
Só pra dar o que falar
Eu não sou um gato de Ipanema
Sou bicho do Paraná

A vida pra mim na cidade grande
Tá difícil pra danar
A gente que nasceu no mato
No mato tem que morar

No mato a gente se ajeita
Tudo o que se planta, dá
Quero voltar pra minha terra
Pro norte do Paraná

Seu motorista, toque o carro
Me tire deste lugar
Me leve, ó, bom motorista
Pro outro lado de lá

Não vou cortar o meu cabelo, não
Só pra dar o que falar
Eu não sou um gato de Ipanema
Sou bicho do Paraná

Eu não sou um gato de Ipanema
Sou bicho do Paraná

Comments are closed.