Região do “Afonso Camargo” ganhará condomínio residencial

Prefeito Beto Preto recepciona novos servidores da saúde
30 de novembro de 2017
Produtores rurais de Apucarana terão capacitação do SENAR
30 de novembro de 2017
Região do “Afonso Camargo” ganhará condomínio residencial

A Construtora Casacchi, de Astorga, deverá implantar um condomínio residencial com cerca de 140 unidades, na região do Núcleo Habitacional Afonso Camargo.

O projeto foi apresentado nesta quarta-feira (29/11) ao prefeito de Apucarana, Beto Preto, e será construído através do Programa Minha, Casa Minha Vida. O investimento será de cerca de R$ 17 milhões e o projeto seguirá um conceito diferenciado dentro do programa, que é oferecer uma área de lazer completa aos moradores.

Participaram do encontro, que ocorreu no gabinete municipal, o proprietário da construtora, Jair Casacchi Junior, que esteve acompanhado do consultor Fernando Lopes de Oliveira e de Alonso Sanches, proprietário da Sanches Imóveis, de Apucarana. Também estiveram presentes o secretário municipal de Obras, Herivelto Moreno, o vereador Gentil Pereira e Arilson Chiorato, chefe de gabinete da senadora Gleisi Hoffmann.

De acordo com Beto Preto, este será o segundo empreendimento que a construtora tocará em Apucarana. “A Construtora Casacchi já está executando o projeto do Residencial Terra dos Ventos, com 192 apartamentos, e agora está apresentando o projeto para esse condomínio fechado, que será implantado em uma área de 30 mil metros quadrados e que contará com toda a infraestrutura e uma área de lazer diferenciada”, ressalta Beto Preto.

O proprietário da construtora afirma que o lançamento oficial do condomínio residencial deve acontecer em meados de 2018. “É um projeto focado no Minha Casa, Minha Vida, com faixas de renda de 3 a 5 salários mínimos”, esclarece Casacchi Junior.

O condomínio terá quadra poliesportiva, salões de festa e de recreação e áreas de churrasqueira. “Haverá tudo o que uma família precisa, com proteção, segurança e guarita 24 horas”, completa Casacchi Junior, acrescentando que a metragem das casas ainda será definida com base nas demandas habitacionais do Município.

Comments are closed.